Para simplificar colocamos aqui apenas informações mais detalhadas da forma esporádica da Doença de Creutzfeldt-Jakob (eDCJ). Entretanto, a eDCJ é apenas uma entre algumas doenças que forma o grupo destas enfermidades, tecnicamente chamadas de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EET). Maiores informações sobre as demais EET, clique aqui.
DCJ esporádica (eDCJ)
Corresponde a 85% dos casos de DCJ, na qual o paciente a desenvolve sem uma fonte de contaminação identificada, com ausência de quadro familiar semelhante, além de não ter sido submetido a neurocirurgias ou tratamentos hormonais hipofisários. Sua ocorrência é de 1 a 2 casos por um milhão de habitantes e afeta indivíduos com idade média de 60 anos. É uma doença rapidamente progressiva com duração média de seis meses
Sintomas:

Os sintomas da eDCJ podem variar de paciente para paciente, dependendo de alguns padrões do códon 129. Em geral, os sintomas iniciais incluem depressão, alterações de humor, lapsos de memória, isolamento social. Uma característica marcante da DCJ em relação a outras doenças neurodegenerativas, como Alzheimer, é a presença de demência com rápida progressão.

O paciente pode apresentar problemas ao caminhar, como falta de equilíbrio. Este padrão de sintomas é clinicamente conhecido como ataxia cerebelar porque é causada por dano ao cerebelo (parte do cérebro que controla o movimento). Em algumas pessoas, estas são os primeiros sintomas.

De forma mais tardia o paciente pode ter problemas como visão turva, alucinações, cegueira,  movimentos bruscos dos membros e incontinência.  A fala pode tornar-se mais dificultada, bem como a ingestão de alimentos pode tornar-se difícil. Eventualmente, o paciente perde a capacidade de se mover ou falar e exigirá cuidados de enfermagem. Este estado é conhecido clinicamente como mutismo acinético.

Doença de Creutzfeldt-Jakob

© 2017 por dcjBRASIL